No Gloves On


Leave a comment

O Vício do Cor-de-Laranja

Ando completamente obcecada com o cor-de-laranja esta Primavera!!

Sempre fui muito fã da cor, transpira uma vitalidade que associo imediatamente ao Verão e à força da Vitamina C (das laranjas… ADORO laranjas…), mas talvez nunca a quis usar tanto como agora.

Já não bastava a vontade de usar a cor na boca ainda apetece mais usá-la no corpo… Apetece usar e abusar e não consigo largar as combinações das peças cor-de-laranja com a ganga velha. Talvez seja a sede de Verão e aquela sensação boa que o calor do cor-de-laranja nos dá.

Para a Primavera o cor-de-laranja apareceu em peças de Alberta Ferretti, Carolina Herrera, na bombástica colecção de Sacai, Gucci, and so on, and so on… Mas foi com os tons das especiarias que andaram em algumas colecções de Pré-Outono que o gosto se tornou vício.

Sabe tão bem usar estes cor-de-laranja, principalmente nesta altura, em que o Sol não aquece completamente. Uma sensação constante daquele calorzinho das especiarias…

Então cá está! O meu vício por agora e não parece que me vá fartar… Ou seja, para o Outono também promete…

Não são fantásticas as cores??

<Imagens (de cima) Vogue e (galeria) Style.com>

Advertisements


Leave a comment

Hoje Só Apetece a Primavera de Alberta Ferretti

Hoje só apetece mesmo andar com flores, cheirar flores, olhar para flores, etc., num género de purga ao céu cinzento…

Depois de passar o Inverno a combater a vontade de ser ganso e voar para Sul, sempre com os olhos postos na Primavera que ‘ já está quase a chegar… (not…!) ‘, estamos oficialmente na Primavera e… Só nos dão um teaser ou uma entrada – nem sequer uma entrada, é apenas um amuse-bouche – porque volta e meia lá aparecem as cabrinhas das nuvens que insistem em ficar na festa só para moer o juízo (nem sequer foram convidadas…). A Primavera vai entrando de fininho e não com toda a pompa e circunstância (e prontidão) que gostaríamos.

Então, para quem esteve até agora na eterna esperança e passou, neste momento, a um estado irracional de dúvida questionando se a latitude da Linha do Equador continua no sítio, há que definir o inimigo. O alvo a abater são estas nuvens que persistem no ataque directo ao Sol e às cores da Primavera, certo??

E a melhor defesa ou gesto de retaliação que me consigo lembrar…? Encher a casa de flores, ou usar flores durante o dia para desmoralizar as nuvens e dar mais força à Primavera, uma vontade de encher o ambiente com tudo o que lembre Primavera.

E aqui entra o efeito da Primavera de Alberta Ferretti! Cheia de flores lindas e cores vibrantes, que nos transportam imediatamente para as boas sensações das estações quentes, a simplicidade, as flores, as cores, a temperatura, a leveza dos tecidos, enfim…

Ciao Alberta!

 

<Imagens Imaxtree e Style.com>


Leave a comment

As Tranças da Primavera – Femininas e Descontraídas

As Tranças continuam em alta, a embelezar o mundo e as estações, e esta Primavera lá estão, descontraídas e um pouco desarranjadas, como se tivéssemos acabado de acordar… Caídas pelas costas, caídas ao lado pelo ombro, arranjadas num chignon como em Dolce & Gabbana, ou mesmo só a pedir imaginação. Se já no Outono a Coroa de Trança era um look de eleição – como fazer… click click! – também vai continuar pela Primavera e por muito mais tempo…

Continuam a ser todas as tranças do mundo antigo, renascentistas, românticas e ultra-femininas, mas muito modernas num look quase descuidado…

<imagens (de cima) Vogue Paris (galeria) Pinterest, Harper’s Bazaar e Style.com>


Leave a comment

Flores na Primavera? Sim! Mas estas são diferentes…

Claro que na Primavera, as flores têm sempre lugar na primeira fila, fazem naturalmente  parte da estação e da Moda. É um no brainer, inevitável e inquestionável.

Nota: Nunca me canso de lembrar e rir do momento em que a Miranda Priestly (Meryl Streep no Devil wears Prada) editora de uma revista de moda, goza com a colaboradora por referir que nas colecções se andam a ver muitos motivos florais para a Primavera…

Mas para esta Primavera, as Flores são diferentes! Claro que existe sempre aquela beleza clássica dos motivos florais em Dolce & Gabbana, etc., mas aparecem também flores com mais contraste (quase radioactivo), mais força e menos delicadeza, como se as flores estivessem carregadas de toxinas venenosas, na colecção de Alberta Ferretti ou como nos prints da Dior , ou fossem olhadas com um outro ponto de vista que não a beleza clássica das flores da Primavera, como Dries Van Noten ou Christopher Kane.

Há quem goste das flores clássicas e delicadas, há quem adore as flores exóticas e com cores vibrantes, há quem prefira as mais estranhas e desconhecidas de todas, e até há quem prefira as flores secas, enfim… São várias as perspectivas sobre as Flores da Primavera e os criadores criaram as suas com preferência por géneros muito distintos.

São muitas flores e muitas opções…

E claro, não aguento!! Segue o momento Miranda Priestly:

<imagens Style.com>