No Gloves On

Cu-Cu!! – O Síndrome do Buraquinho na Parede

Leave a comment

Para uns é o buraquinho na parede, para outros, o buraquinho da fechadura de uma porta, tem uma força de atracção muito especial e muito vergonhosa, mas muito humana (pelo menos posso confirmar com alguns humanos que conheço…). Só com juízo e muito tento é que não devemos ceder. Não deixa de ser um síndrome de mirone, não ééééé??

Enfim, vergonhoso não é sentir a atracção por espreitar, é no ir espreitar que está a indecência.

No mundo da moda, aquele recorte específico naquela peça de roupa faz o mesmo. E é o quê, exactamente? Suspense, intriga…? Porquê a atracção por aquele recorte? Será sedução?

Ou será só a nossa pele a espreitar? Cu-Cu!!

Além de ser o factor íntimo da coisa – ‘aquele’ pedaço de pele que estamos a mostrar através ‘daquele’ recorte no vestido -, é engraçado como os recortes de vários tipos, géneros e feitios podem dar à roupa, às pessoas que as usam e às pessoas que as vêem, algo especial como por exemplo, uma outra forma de sedução.

Desde há umas estações que os recortes têm vindo a aparecer. Ganham cada vez mais lugar de destaque na construção das peças de colecção em colecção. Nas colecções Resort de 2015, estão tão em grande que já viraram tendência.

Se são precisos 3 para ser tendência, toca a mostrar aquele bocadinho de pele!

Boa?

<Imagens Harper’s Bazaar e Style.com>

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s