No Gloves On

O Exercício Mais Divertido do Mundo – ‘Bora Saltar à Corda?

Leave a comment

Sim!! É mesmo!

Tão simples e prático mas já bastante esquecido, não é? ‘Bora saltar à corda? Vamos lá ver se é verdade…

Assim que pegamos na corda já temos a sensação que é uma boa ideia, assim que começamos a saltar entramos no jogo e depois dos primeiros saltinhos envergonhados, já nos estamos a divertir. Se há algum movimento específico do ser humano que nos traz logo boas sensações é o salto! Não se aguenta, assim que começamos a saltar a disposição melhora, tudo fica mais leve e (será que sou só eu?) apetece rir como uma menininha de escola. Quem se lembra das tardes inteiras passadas no recreio a saltar à corda e as várias técnicas que dominávamos na altura? E não achávamos divertido na altura?? AINDA É!!

Começamos devagar, com o básico, até ganhar um ritmo constante e a sensação de leveza cada vez mais forte, já estamos num momento especial, aqui. Depois começamo-nos a aventurar cada vez mais e mais e mais, às tantas a  velocidade e o ritmo tornam-se naturais (imagem que vem à cabeça: treino do Rocky Balboa com a corda, acho que mesmo antes da cena das escadas… Ou não?). E além do que já se sabe: É um cardio óptimo e que HIPER-TONIFICA o corpo (qualquer corpo) – vejam-se as belas pernocas  da tribo Maasai , os super-saltos fazem parte dos seus rituais guerreiros – e torna-se num exercício e num momento muito muito feel good, que é  sempre o que todas ansiamos, precisamos e QUEREMOS pleeeeeeeAse!

Primeiro, a corda! Como escolher a medida certa de corda: Pisar o centro da corda e esticar as extremidades da corda até às axilas – é aí que devem chegar as pontas da corda. E convém mesmo ter uma corda à nossa medida, senão vai empatar todos os saltos e todos os movimentos… Pode ser feito a qualquer altura e em qualquer local. ‘BORA LÁ!! Assim que começamos a saltar já estamos praticamente em exercício cardio, todos os músculos estão a fazer parte do  movimento e tudo isto ao ritmo que os nossos pulsos decidem. Mais rápido mais lento, saltos baixos ou super-saltos, como for, faz sempre bem. E no final, um bom exercício de saltar à corda foi tão bom ou melhor que uma corrida. SIM!! SIM!! SIM!!

Perfeito mesmo: Um bom par de ténis uma corda à medida e um chão que absorva um pouco do impacto para sermos solidários com os joelhos (chão de madeira, num tapete ou na relva…) e – pelo menos para mim – Música! Que tal The Pointer Sisters, JUMP (for my love)? Perfeito!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s