No Gloves On


Leave a comment

Atenção! Aguentar Bem a Respiração Porque Vêm Aí os Espartilhos (e Atilhos)

Pois é… Vêm aí os Espartilhos!

E não apenas na forma clássica que os imaginamos… Aquela forma clássica dos espartilhos bem apertadinhos a definir uma cintura semi-natural, e bem atados por uma mãe ou ama com bons bíceps e muito boa vontade ao ponto de só deixar a filha respirar depois de o espartilho já estar bem atado (pelo menos é o que se vê nos filmes…).

Ufffff… Moda a quanto obrigas!!

Para mim, um pesadelo que só posso imaginar e que me faz agradecer o ter nascido no século XX!

Não! Os espartilhos que aparecem são (ao que parecem) bem mais naturais e bem mais simpáticos à forma humana, com formatos naturais e mais suaves na silhueta ou bem arquitectónicos como corpetes e decididamente vão andar por aí no Outono.

Espartilhos clássicos, românticos, sexy a piscar o olho ao fetiche mas, acima de tudo, em nada dolorosos para quem vai querer usar. Yupi!!

E não contentes apenas com a cintura, os espartilhos inspiraram até o calçado, e outros acessórios bem como peças de roupa. Os atilhos aparecem a atar calças e saias, casacos e camisas e (um dos meus atilhos preferidos da estação) a decorar as silhuetas Dior.

Wink wink!

Quem vai nessa??

<Imagens Imdb.com e Style.com>


Leave a comment

Só Apetece GRITARRRRRR… Não é?

Bom dia!

E bom inicio de semana porque a 2ª Feira chegou… E a confusão do costume.

O levantar já é complicado o suficiente porque o sono foi e será sempre pouco, mais o sair de casa, mais o trânsito stressado e depois ainda as buzinas do costume, palavrão que ferve (a nível de palavrão acredito que podia haver mais criatividade), e insultos à mãe de pessoas que não conhecemos e, ainda por cima foram-se as férias a correr e Setembro chegou.

Enfim… Os egos do costume de 2ª feira, voltaram.

Vamos passando e ouvindo as discussões ou ‘hipóteses’ e reparamos que, como um telemóvel que ficou a carregar a noite toda a um carregador de ansiedade e má disposição, as pessoas já vêm bem carregadas de casa, mal-dispostas por qualquer coisa e claramente a precisar de uma boa desculpa para mostrar os dentes. O truque é aproveitar então o erro de alguém no trânsito e o que se  pode considerar uma afronta ao seu ser e atacar numa forma semi-violenta lembrando a racionalidade de um semi-sociopata.

Ou então atingem tal ponto de insanidade que a estrada se torna um corredor especial apenas para ‘mim’, em que apenas ‘eu’ posso passar e ai de quem se atreva a percorrê-la. Enfim, a estrada é de todos mas é só para ‘mim’, certo?

Já me encontrei em todas as situações de trânsito e (confesso…) dos dois lados, do semi-sociopata e da pessoa que dá por si a lidar com a bagagem de um semi-sociopata.

E no meio desta confusão toda que é a 2ªfeira de manhã, em que o truque para não parecer louca é aumentar o volume do rádio e cantar bem alto para disfarçar com algo ‘parecido’ a necessidade de gritar, abrir a porta do escritório é um alivio à congestão mental porque passámos. A paz que reina dentro de um escritório stressado em nada se compara ao que acabámos de passar e de repente a vida ou a sanidade mental começa a voltar devagarinho, principalmente quando encontramos o sorriso das pessoas com quem trabalhamos. De volta à realidade felizmente…

Enfim… Um país de brandos costumes? Talvez, mas não tanto… E muito menos à segunda feira.

BOM DIA!

 

<Imagens Interviewmagazine.com e Vogue>


Leave a comment

A Re-volta do Caqui

E como um bom filho que volta sempre a casa, o Caqui volta e meia dá a cara em mais uma estação!

Desde miúda sempre tive uma pequena (ou gigante…) obcessão com África. A África no seu núcleo mais puro, a África que pertence à terra e aos animais e onde os humanos estão apenas de passagem com poucos territórios onde podem habitar no meio da imensidão de África.

Claro que a realidade é praticamente o inverso do meu sonho e claro que é um sonho, uma utopia, mas ainda assim e já que estou a sonhar mesmo, prefiro África assim.

E claro, se existe algo no mundo da Moda, que nos transporta imediatamente para essa África, é o Caqui. Apareceu com o Exército Indiano (quando sob comando Britânico) e rapidamente se espalhou por outros tantos exércitos e claro, a moda pegou também para os civis. Entrou em África  com as bagagens dos ingleses na sua era colonial e nunca mais voltou a sair.

Espalhou-se pelo mundo e volta sempre  como tendência recorrente no mundo da Moda.

Nestas colecções Resort 2015, o Caqui ou as ‘cores de terra’ aparecem com novas versões das suas peças mais tradicionais.

E claro, sempre que o Caqui faz uma visita às colecções, os meus olhos fixam-se imediatamente nas peças e inevitavelmente fico bloqueada nas minhas peças em caqui durante uma semana (se não for um mês…).

Tenho um vestido, muito ao estilo do vestido Burberry Prorsum (da galeria em baixo), que volta e meia está a ser usado como vestido, mas também como casaco de Verão.

Será este o mês Caqui??

<Imagens Imdb.comStyle.com>


Leave a comment

Chanel Sobe ao Ringue

Eis a Campanha do Outono de 2014 com a top mais badalada do momento Cara Delevingne e a top em ascensão Binx Walton, fotografadas por Karl Lagerfeld.

Embora não exista assim tanta novidade nos cenários desportivos para as campanhas ou sessões fotográficas do pronto a vestir ou mesmo da Alta Costura, o elemento Boxe é novo e é muitooooo forte. Funciona perfeitamente como campanha, principalmente na continuidade do show que Karl Lagerfeld criou para a apresentação desta colecção em Março. Que show!!

Já alguém conseguiu esquecer aquele supermercado Chanel??

Eu não… (Mas quem conseguiu, pode rever aqui… click click!)

Porque depois das tarefas mundanas do dia-a-dia, como ir ao super-mercado, porque não ir ao Ringue de Boxe dar uns socos e talvez uns pontapés catárticos para poder seguir o nosso dia, bem mais relaxados.

Acredito mesmo que pode fazer bem a muito boa gente (como eu) e começo mesmo a achar que uns quantos socos podiam fazer parte perfeitamente do meu dia-a-dia, como um workout. Porque a verdade é que já ando a ouvir desde há um tempo o quanto faz bem, como exercício físico e, claro, mental para purgar alguns demónios.

A própria Cara Delevingne é adepta do Kickboxing e atribui os seus músculos tonificados às suas sessões de ‘pêra’.

E porque não, não é??

Talvez esta campanha venha mesmo provar o quanto o Boxe, entre outros desportos ‘de pêra’ se estão a tornar parte do nosso dia-a-dia como exercício e a nova sensação no mundo do fitness.

 

<Imagens Chanel.com>


Leave a comment

E Aqueles Olhos Dior da Colecção Resort? Hein??

Tão simples, tão modernos e tãooooo loucos!

Quem viu a colecção ficou de certeza muito apanhado e bem curioso sobre como fazer este look. Não foi??

Peter Philips, o novo director criativo de imagem e maquilhagem Dior, queria usar algo muito simples e muito clássico para esta colecção e claro, o eyeliner preto é ‘O‘ clássico, simples e eterno para os olhos como o encarnado para a boca…

O resultado foi um olhar super-intenso com a força clássica do eyeliner preto e o twist que Peter Philips lhe deu com duas linhas de eyeliner em vez de uma só, resultando num olhar super-gráfico e que mantendo a base do rosto bem fresca e limpa, cria uma intensidade de look memorável.

Ou seja, assim nasceu um novo clássico!

Então claro como é tão perfeito quanto os velhos clássicos e perfeitamente ‘usável’ off-runway… Interessa o ‘Como Fazer’, não ééééé??

Aqui vai:

Depois de usar o eyeliner liquido (Dior Addict It-Line) para um traço bem exagerado na linha das pestanas superior e inferior (tentar copiar as imagens da galeria em cima) com um movimento muito semelhante ao look cat-eye (aquele que se faz assim: click click!), passou por cima com a sombra preta (Dior 5 Couleurs Eyeshadow compact) para um acabamento suave.

Só isto! Mai Nada! Bem simples, fácil, prático, enfim… Só tenho adjectivos perfeitos para um look demasiado louco para não ser usado quase todos os dias…

Claro que não me aguentei e já experimentei e sim, é assim tão simples!

Facilmente se pode tornar um favorito…

<Imagens WWD.com>


Leave a comment

Quando em Dúvida, Usar um Cafetã!

O Cafetã é uma das peças eternas do nosso guarda-roupa. Terá sempre lugar em praticamente todos os roupeiros e nunca fará parte de um passado distante. Nasceu num passado distante, sem dúvida, mas continua a aparecer no presente constantemente para fazer parte do futuro.

Está sempre presente como inspiração ou influência nas colecções de Primavera/Verão mas (principalmente) onde agora brilha mais é nas colecções Resort, porque se sente completamente em casa! Enfim… Estar em modo Resort é muitas vezes estar em modo Cafetã…

Além de ser a peça clássica que faz parte dos nossos sonhos passados a beber chá (ou água ou martini) no deserto, faz parte também da nossa vida fora do deserto.

É um peça hiper-versátil que pode acompanhar um dia de férias, do seu inicio até ao fim. Perfeito mesmo para um dia de Verão (perfeito)… E posso provar:

  • De manhã, acordar, espreguiçar, levantar, tomar o pequeno-almoço, um duche rápido e ‘Olha, o Cafetã à nossa espera!’ – também podemos vestir imediatamente ao acordar por exemplo, ou também para dormir, porque não…
  • Vestir o fato de banho ou bikini e o cafetã e… Almoço (ou o Brunch da moda…) com família ou com amigos ou… Praia! ‘Olha olha, lá vai o Cafetã para a praia!’
  • Depois da praia ou do almoço, passear pela cena urbana e ‘Lá está o Cafetã, no seu passeio pela cidade…’,

OU

  • Se sair da praia ao fim do dia, ou chegar a casa tarde, um duche super-sónico para ganhar tempo para a hidratação (tem que ser, mesmo) e para o cabelo, calçar umas sandálias e enfiar uma peça versátil o suficiente para poder jantar com os amigos e com um colar metálico bem simples, numa varanda qualquer (ou esplanada, ou churrasco, por exemplo…) ou para um evento mais formal como um cocktail e depois ainda nos poder seguir facilmente para onde quer que a noite nos leve (música, dança, conversa, ou namoro)… AHA! E o que levar??

Claro, o Cafetã!

P.S. >> A única pancada ou mesmo vício que tenho e que não consigo controlar face a um cafetã é usá-lo sempre com acessórios ‘gigantones’. Com brincos megalómanos, ou colares compridões, ou pulseiras bem gordas e anéis XL… Não me controlo, mesmo!  Para mim, é a única necessidade face ao cafetã…

<Imagens Style.com>


Leave a comment

Como Vestir um Raio de Sol – Ou um Limão

Claro que se 3 faz uma tendência, o amarelo é que o ‘tá a dar!

As colecções Resort de 2015 elegeram o amarelo como a cor forte ou cor statement, definitivamente e quaseeeee sem dúvida!

Apareceu em 1001 colecções e em peças únicas ou conjuntos fortes num leque de tons desde o amarelo limão até ao ocre, e claro, bombaram!

Como aquela sobremesa de limão perfeita e distinta que aparece no final de um jantar perfeito, rematando tudo da forma mais deliciosa e ácida possível e que durante o resto da noite irá continuar bem presente na memória e nas papilas gustativas, deixando a boca cheia de água.

Que tal? Não é assim? Ou sou só eu maluca por sobremesas de limão…?

Sempre adorei amarelo e a força deliciosa que tem a cor. Existe algo de muito forte e sei que não é uma cor fácil de se gostar na generalidade ou mesmo de usar (para mim sempre foi, confesso…).

Ainda cheguei a ouvir algumas vezes aquela velha expressão “Se não fosse o mau gosto, o que seria  do amarelo” que vem lá de trás do tempo das avós ou lá do fundo da carruagem do comboio.

É que antigamente (pelo menos no tempo da minha Avó) fugia-se do amarelo como o diabo da cruz. Enfim…  “1000 vezes o meu amarelo (mau gosto) ao teu bege (insípido)” – que fique registado que gosto da cor bege, só não gosto ‘daquela’ forma de usar ou pensar bege…

Desde que vi pela primeira vez aquele vestido maxi da Rochas (este primeiro da galeria) que o amarelo se tornou, para mim, AQUELA cor das colecções Resort 2015. Portanto preparem-se! Quem adora amarelo vai vibrar com estas peças! E vai querer usar muitooooo esta cor. Porquê? Porque depois destes vestidos vai dar ainda mais vontade (a mim deu…).

Então ‘bora nessa!

Embora o amarelo não seja para todos (no registo clássico: not for the faint hearted), ele chegou e arrasou e quem não aguentar a luz dos seus raios de sol, não há volta a dar! Toca a dar descanso aos olhos com os wayfarer da moda, porque o amarelo está aí, vai brilhar e vai ocupar muito espaço…

Por mim, tudo bem!

<Imagem de David Downton e Style.com>

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 1,642 other followers